Afili-ase!
Home Quem Somos Projetos Notícias Artigos Contato
 
   
   

 

Origem sa Epidemia HIV-AIDS
Data: 27/02/2006 | Fonte: Raquel Romaniv

ORIGEM DA EPIDEMIA HIV-AIDS

Vírus - Agentes microscópicos que podem causar doenças infecciosas. Os vírus só se reproduzem dentro das células. No caso do HIV, sua reprodução se dá dentro da célula T4.

AIDS Sigla original da expressão em inglês Acquired Immune Deficiency Syndrome. Identifica um processo viral que ataca o sistema imunológico humano e destrói as células que defendem o organismo contra infecções. Quando isso ocorre, a pessoa fica vulnerável a uma grande variedade de doenças graves, como pneumonia, tuberculose, meningite, sarcoma de Kaposi e outros tipos de câncer.
São estas infecções oportunistas que podem levar o doente de aids à morte. O vírus que causa a aids, o HIV (Human Immuno Deficiency Vírus), já foi isolado em diferentes concentrações de materiais ou líquidos orgânicos: no sangue, no esperma, nas secreções vaginais, na saliva, na urina e no leite materno. Porém, ainda não se comprovou qualquer caso de infecção por meio de saliva ou urina. Comprovadamente, pode se dar por meio de transfusões sangüíneas, pelo uso compartilhado de seringas e/ou agulhas, no caso de drogas injetáveis, substâncias intravenosas ou intramusculares que podem ser diluídas e injetadas de maneira intravenosa ou subcutânea (como a cocaína e a heroína). O hábito de compartilhar seringas e agulhas entre os seus usuários aumenta o risco de contrair o HIV.
Nas relações sexuais que pode ser genital, anal ou oral. Atualmente é a principal via de transmissão da aids. Por isso, recomenda-se o uso de preservativo nas relações sexuais, a fim de evitar eventuais riscos de exposição ao HIV e aos agentes das DST.
A mãe portadora do vírus ou doente de aids também pode transmitir o HIV a seu filho durante a gravidez, no parto ou pelo aleitamento materno.
Alguns medicamentos vêm sendo usados com relativo sucesso no combate à aids. A cura da doença, no entanto, ainda não foi descoberta e uma vacina que a previna também é uma possibilidade distante.
No Brasil, os primeiros casos de aids foram notificados em 1980, tendo sido registrados cerca de 120 mil casos até novembro de 1997.
Em francês, português e espanhol, a sigla correspondente é SIDA. No Brasil, o mais comum é o termo aids.
Portador assintomático Pessoa infectada pelo HIV e que não apresenta sintomas de aids, mas que pode transmitir o vírus.
Portador sintomático Pessoa infectada pelo HIV e que apresenta sintomas da aids.
Soroconversão Considera-se o momento em que os anticorpos contra determinado agente tornam-se detectáveis pelos testes disponíveis.
Soronegativo Refere-se a pessoas que não possuem anticorpos anti-HIV ou que ainda não os possuem em níveis detectáveis.
Soropositivo Refere-se aos indivíduos que possuem anticorpos anti-HIV em níveis detectáveis.

ACONSELHAMENTO PRÉ-TESTE PARA HIV

Objetivo beneficiar a todos independente dos resultados posteriores (negativo ou positivo) ou do motivo que originou a realização do teste.

DETECÇAO DA INFEÇCAO PELO HIV E SUAS TÉCNICAS
Técnica utilizada rotineiramente para triagem inicial, detecta a resposta do hospedeiro contra o vírus, e não o próprio vírus diretamente.

Elisa - apresenta altas sensibilidade e especificidade.

Western Blot - alta especificidade e sensibilidade na pratica considera-se maior especificidade.

Radio imunodepressão – Técnica utilizada para confirmação do diagnostico.

Imunoflorescencia indireta – A presença de anticorpos é revelada por meio de microcospia de fluorescência também utilizada em alguns serviços como teste inicial

Testagem sorológica É a verificação, por meio de testes laboratoriais, da presença ou não de anticorpos anti-HIV no sangue de uma pessoa.

Teste de Contagem de Linfócitos T CD4 positivo É uma metodologia que permite contar o número de linfócitos T com receptor CD4. Quanto mais avançado o estágio da infecção pelo HIV, menor é o número destas células, indicando a falência do sistema imunológico do paciente.


SITUAÇÃO DA EPIDEMIA NO BRASIL

1982 – 2 casos Região Sudeste

HOJE
76.000 casos notificados divulgação do Ministério da Saúde

74.000 mais de 13 anos a principal forma contato sexual

Situação no mundo

18 milhões de adultos
1,5 milhões de crianças
Conseqüência 4,5 milhões de casos






REDUÇAO DE RISCO PRA TRANSMISSÃO DO HIV POR VIA SEXUAL

Uso de preservativos
Seleção e redução de parceiros sexuais
Controle de outras DST



CONTROLE DA DOENÇA

Aids principal causa de mortes em adultos entre 20 a 50 anos em 15 paises

São Paulo 19,2 por 100.000hab
Rio de Janeiro 10,2 por 100.000 hab.
Centro Oeste e Roraima – 7,0 por 100.000 hab

A pandemia continua a progredir.
número de linfócitos T com receptor CD4. Quanto mais avançado o estágio da infecção pelo
HIV, menor é o número destas células, indicando a falência do sistema imunológico do
paciente.




DST Sigla que designa as doenças sexualmente transmissíveis, isto é, as doenças infecciosas causadas por microorganismos transmitidos por contato sexual. Entre as DST estão a cancro duro, cancro mole, candidíase antigamente denominada candida albicans, caratcteriza-se por corrimento vaginal esbranquiçado, clamydia trachomatis citomegalovírus (CMV) condiloma acuminado sífilis, a aids, a gonorréia e a clamidiose. As DST são popularmente conhecidas por doenças venéreas. Sendo que as DST aumentam a chance de ser infectado pelo vírus HIV.

Fonte: www.aids.gov.br

PARA PREVENÇÃO ATRAVÉS DE PALESTRAS, DINÂMICAS EM GRUPO, NA SUA EMPRESA, ESCOLA, OU COMUNIDADES ENTRE EM CONTATO ATRAVÉS DO E-MAIL rmromaniv@hotmail.com


 

 
Artigos Anteriores
- 27/04/2012 - Projeto Surf Social 2012
- 08/11/2010 - Projeto Surf Social / novembro news
- 17/09/2010 - ONGS, OSCIPS saiba mais...
- 01/06/2010 - Eletrosul patrocina Projeto Surf Social/SC
- 12/05/2010 - SKATE e Saúde/norte shore
- 06/05/2010 - O horror do crack
- 09/04/2010 - 4º IIP de Surf em INGLESES
- 08/04/2010 - CONTATOS IIPDROG/SC
- 15/03/2010 - 4º IIPDROG de Surf Escolar
- 02/03/2010 - Nutrição/ texto: Ração Humana
- 25/12/2009 - Natal Social IIPDROG/SC
- 02/12/2009 - Alimentos Integrais
- 01/12/2009 - Projeto Surf Social/SC
- 18/09/2007 - Questão de pele
- 18/09/2007 - Guaraná em pó é droga?
- 03/09/2007 - Cérebro Nunca Esquece a Droga
- 02/08/2007 - A CORAGEM DA FÉ
- 29/01/2007 - Tomando um trago já no ventre materno
- 26/07/2006 - Carta a um Drogado
- 12/06/2006 - Álcool e Violência
- 06/05/2006 - Prescrição Inadequada de Medicamentos
- 02/04/2006 - ESTUDO REVELA: BEBER POUCO TAMBEM FAZ MAL
- 27/02/2006 - Informações sobre DST/AIDS
- 27/02/2006 - Origem sa Epidemia HIV-AIDS
- 16/01/2006 - Pessoa Jurídica pode deduzir doações a OSCIP no Imposto de Renda
- 16/01/2006 - OSCIP - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público
- 16/01/2006 - Diferenciação
- 16/01/2006 - Fundos
- 04/01/2006 - Dicas Sobre a Prevenção das Drogas
- 27/12/2005 - Orientações e Dicas sobre a prevenção as drogas
- 26/12/2005 - A importância das campanhas de prevenção às drogas


iipdrog - Instituto Internacional de Prevenção as Drogas | prevencaoasdrogas@yahoo.com.br | 41 3257-2683